15.8.09

ELOGIO DA SARDINHA



De óleos fartos
tresandas
assada no peitoril
da janela
ó peixe plebeu
de aroma tagarela

Rechina-te a crosta
escamas salgadas
a dedilhar a brasa
ao carvão

Te uso e besugo
sardinácio peixugo

2 comentários:

Avelaneira Florida disse...

Méon,

DISCRIMINAÇÃO!!!!
sim, Discriminação!!!!!
"atão" e o pilim, o carapau de gato???????

Beijinho.

Lilá(s) disse...

Mas assadinhas na brasa e comidas sobre pão alentejano...maravilha!