19.12.11

"E deus, se acaso existe, faz de conta" (verso de Vasco Graça Moura)



ONDE ESTÁS?
Que esperança sobra de tantas promessas iludidas? Que estrelas se incendeiam no negrume das palavras vãs? Olho este povo mandado para a emigração, olho os meus filhos que já emigraram. Onde fazer o presépio?
Imóveis numa torre distante os sinos da infância. Em silêncio eterno os mortos amados. Frio de dezembro. Não fosse o teu Amor e nada mais restaria. É ele o meu Menino.
............................................................................

Fotomontagem Méon, a partir de imagens da net

3 comentários:

Andradarte disse...

'Onde fazer o presépio?'

Realmente....é a descrença....
Bom Natal
Abraço

Lilá(s) disse...

Um Feliz Natal
perfumado de amor
paz e saúde!
¸/\ღ/\¸
(=•_•=) Feliz Natal
.*•.¸.•*
ღ♥*♥ღ.•*¨) ҉ ˛**. ˛*.。˛. *☆҉

Beijinhos

Avelaneira Florida disse...

SEMPRE!!!


Beijinho.