17.1.09

CONTRA O HORROR TORNADO BANAL



Fernando Ribeiro Nobre, da AMI, é uma voz impressionante: pelo que diz e pela forma como o diz. Porque ESTEVE LÁ, VIU!

Há que ler/ver o seu BLOGUE, até pela lição de História que nos dá e que nos esclarece sobre as razões profundas daquele horror.


GRITO E CHORO POR GAZA

(...)

- Estranha guerra esta em que o “agressor”, os palestinianos, têm 100 vezes mais baixas em mortos e feridos do que os “agredidos”. Nunca antes visto nos anais militares!
- Hoje Gaza, com metade a um terço da superfície do Algarve e um milhão e meio de habitantes, é uma enorme prisão. Honra seja feita aos “heróis” que bombardeiam com meios ultra-sofisticados uma prisão praticamente desarmada (onde estão os aviões e tanques palestinianos?) e sem fuga possível, à semelhança do que faziam os nazis com os judeus fechados no Gueto de Varsóvia!
- Como pode um povo que tanto sofreu, o judeu do qual temos todos pelo menos uma gota de sangue (eu tenho um antepassado Jeremias!), estar a fazer o mesmo a um outro povo semita seu irmão? O governo israelita, por conveniências políticas diversas (eleições em breve...), é hoje de facto o governo mais anti-semita à superfície da terra!


(...)

3 comentários:

Andradarte disse...

Gostei.
Não sou capaz de escrever, mas sou-o de subscrever.Voltarei.
Um Abraço

cs disse...

Só não vê quem não sente.

Gasolina disse...

Arrepiante.

No silvo das vidas levadas e na venda tapa-olhos.

Buscar responsáveis no tempo é, a meu ver, cousa que nada mais trará. Imponha-se a paz, já. Como pode o mundo continuar a atribuír culpas e a defender facções se no entrementes a terra se empapa?

Que fé é esta que mata?

Um abraço forte.