8.6.10

CARTA A UMA PROFESSORA

Quando a decepção e a descrença nos invadem, nestes dias de chumbo...
Quando tudo parece cinzento e sem esperança...
Quando duvidamos da capacidade dos jovens para inverter a derrocada...

...eis que surge esta CARTA À DIRECTORA DE TURMA, em final de ano lectivo, assinada por uma turma de um 11º ano do Secundário.

 Enquanto houver professores como tu não desistirei de acreditar no futuro!




«É sempre tão difícil começar a escrever o que quer que seja para si. Não por ser uma pessoa difícil, porque não o é, mas por ser uma pessoa diferente, uma pessoa especial, muito especial.

Sabemos que nunca vamos arranjar palavras tão bonitas para qualificar o seu trabalho e a sua amizade perante todos nós; sabemos também que nunca conseguiremos agradecer-lhe por tudo, e pedir-lhe desculpas muito menos. No entanto, temos perfeita noção que faz um esforqo enorme por nós e para nós, e muitas vezes nós estamos cansados, desconcentrados, distraídos e acabamos sempre por desistir de nós mesmos! É nessa altura que temos sempre alguém que nos puxa, esse alguém é a stora, e mesmo que não nos abra os braços, estende-nos a mão e pede-nos baixinho que não desistamos de crescer, de olhar para dentro dos nossos corações e de escolher sempre o caminho mais difícil, pois este é o único que nos poderá levar onde mais precisamos, isto é, dentro de nós porque para conseguir basta acreditar, essencialmente, em nós mesmos!

Mas acima de tudo, merece, sem dúvida, um grande pedido de desculpas, não individual mas em grupo, por nem sempre conseguirmos ser os alunos que gostaria de ter, por nem sempre acreditarmos e desistirmos de nós próprios, por nem sempre a ouvirmos e, acima de tudo, por nem sempre conseguirmos dar-lhe o seu verdadeiro valor.

Obrigada por nos fazer crescer consigo em cada aula, obrigada por nos ensinar tudo aquilo que aprendeu ao longo da sua vida, obrigada por nunca nos virar as costas, por nos ouvir sempre que é preciso, obrigada por acreditar em nós, e nunca desistir de nos fazer lutar, obrigada por ser quem é, obrigada por tudo!

Daqui a um ano, estaremos a despedir-nos de si, para entrar numa nova fase das nossas vidas, e não duvide, que nessa fase vamos pensar muito em si. Vai ser sempre um exemplo de integridade, sinceridade e honestidade.

E apesar de não estarmos em condição de lhe exigir nada, pedimos-lhe que não desista de nós, que continue a acreditar em si e na quantidade de coisas que ainda tem para nos dar. Pedimos-lhe, do fundo nos nossos corações, que não deixe de ser a pessoa fantástica que nós sabemos que é!»

3 comentários:

Cmc disse...

Fantástico!!!!!!!!!
Palavras merecidas para uma professora que dá tudo de si aos alunos que tem!Cansada, mas não derrotada!
VIVA!!

Tais Luso disse...

Que bonita homenagem... Fazia tempo que não lia algo assim! Dá pra ver que é sincero, brota do fundo do coração.

Parabéns, lindo texto de agradecimento.

bjs
tais luso

Lilá(s) disse...

Só mesmo uma carta assim para animar o pessoal. Hoje, última aula de formação civica os meus pequenotes também me deixaram de lágrima no olho...
Bjs