22.1.12

IMAGENS DO MEU OLHAR - DA PRAIA DA VIEIRA A S. PEDRO DE MOEL











Fotos (C) Méon



Viver na Beira-Mar

Nunca o mar foi tão ávido 
quanto a minha boca. Era eu 
quem o bebia. Quando o mar 
no horizonte desaparecia e a areia férvida 
não tinha fim sob as passadas, 
e o caos se harmonizava enfim 
com a ordem, eu 
havia convulsamente 
e tão serena bebido o mar. 

Fiama Hasse Pais Brandão, in "Três Rostos - Ecos"

9 comentários:

BRANCAMAR disse...

Belísimas imagens Méon! Duas praias que também aprecio muito.

O Poema de Fiama Hasse Pais Brandão é tão belo, que não posso dizer mais senão da ternura e da vida com que o senti.

Nem sempre sei comentar pesia, como é este o caso. A arte é algo que se bebe como este mar.

Beijos
Branca

P.S. Felicidades para o João

Méon, disse...

Brancamar:

Obrigado, fico sensibilizado. Muito!
Bj

Andradarte disse...

Bela série fotografica.....diria que
com alguma arte....Lindo poema
Abraço

Méon, disse...

Obrigado Andrarte.
Abraço.

des-encantos disse...

parece que a Fiama foi à praia. sim sr.
gosto deste mar assim.

lis disse...

A poesia se confunde com o mar que também só vemos assim ,poeticamente.
Li de um certo autor que "os textos, se olham e as fotografias se lêem".
Sábia a frase , em cada olhar uma leitura não é?
Parabéns Méon pelo seu espaço e seus belos olhares.
abraços

Lilá(s) disse...

Estás a ficar mestre ma fotografia!!!
Bjs

Anónimo disse...

só um pormenor,.. é são pedro de moel e não muel

Joaquim Moedas Duarte disse...

Seja então "Moel"
Obrigado, ó anónimo!