9.1.12

NATÁLIA CORREIA E A FRAUDE SOCIAL-DEMOCRATA




É uma evidência, já dita por muita gente, e que por sê-lo deixa de ser apercebida:  a nossa vida política está inquinada desde há décadas por distorções fraudulentas que são uma das causas do seu atual descrédito. O Partido Socialista( PS) nunca foi socialista mas sim social-democrata. E o Partido Social Democrata (PSD) nunca apontou à social-democracia, sendo uma misturada sem ideologia precisa, onde quase sempre predominou a reação aos valores do 25 de Abril.

Voltei a sentir isto quando há pouco reli algumas páginas da biografia de Natália Correia - que foi deputada pelo PSD - e dei com estas palavras, intuição profética do que estamos a viver:

«Entristecia-a olhar à sua volta e verificar que se estava a cair na medio­cridade, que o povo português estava a viver contra a sua própria vontade: "muito subserviente da eficácia e da racionalidade europeia (...) devia dar-se maior valor às pequenas e médias empresas e realmente deixarmo-nos de ambições que nos alcem aos grandes padrões europeus."

Segundo ela, o Povo português deixara de ser povo para se transformar em massa e as massas são passivas. Esta atitude mata o sonho. E o introdutor desta fase apocalíptica que dá tudo por liquidado, os valores, a História, era, segundo ela, o neo-liberalismo.»

in: A Senhora da rosa – Biografia de Natália Correia, Maria Amélia Campos, Parceria A. M. Pereira, Lisboa, 2006

Que diria Natália Correia do que se passa hoje com um Governo oriundo do PSD e que adotou um programa neo-liberal que nada tem a ver com as siglas do Partido que o sustenta?
Nunca um Governo foi tão longe na trapaça, sinónimo de fraude, engano, falcatrua, embuste, logro,  velhacaria. E pergunto-me o que é feito de tantos verdadeiros sociais-democratas que havia lá pelo PSD e que ainda não há muito debitavam doutrina nas páginas do Expresso... nas redes sociais da net ou... nas páginas do jornal cá da terra, o nosso Badaladas.

3 comentários:

redonda disse...

Parece-me que deveríamos era exportar os nossos políticos e importar políticos da Noruega ou da Dinamarca...

Carlos A.P.Ramos disse...

Partilhei com gosto...

Andradarte disse...

Totalmente por dentro....
Abraço