15.4.12

O SILÊNCIO DAS ÁRVORES

foto(C) Moedas Duarte


Todos os diálogos acabam no silêncio,
mesmo o murmúrio entre dedos e folhas,
quando o avesso da mão roça
a grande Natureza manifesta na árvore,

(...)

(Fiama Hasse Pais Brandão)

3 comentários:

lis disse...

Uma manifestação grandiosa Méon
sou uma ardente fã das árvores.
uma bela semana pra ti

BRANCAMAR disse...

Muito bonito tudo Méon, a imagem e o poema de Fiama.
Senti-me mesmo no silêncio, entre as árvores, numa exaltação da natureza.

Beijos
Branca

Lilá(s) disse...

Por isso as procura tantas vezes...
Bjs