17.4.09

FUTEBOLANDO...







- Explica-me lá: porque é que gostávamos tanto do Benfica na década de 60? E como se explica que os não-adeptos do Porto fiquem, agora, tão contentes quando este perde?
- Vejo duas ou três razões. Primeiro: o Benfica era uma equipa totalmente formada por jogadores portugueses. Segundo: estávamos fartos de ver as equipas portuguesas a ganharem apenas “moralmente”, como se dizia. Por último, Portugal era muito mal visto lá fora por causa da guerra colonial e o Benfica fazia bem à nossa auto-estima…
- Tá bem! E o Porto?
- O Porto é uma equipa que muita gente associa a uma realidade social detestável: um certo espírito provinciano e tacanho do Norte; os empresários que ganharam lucros fabulosos no bom tempo, à custa de salários de miséria, e que preferiram investir em Ferraris em vez de modernizarem as fábricas; a manhosisse do chefe N P da Costa, visto como o mafioso-mór do espectáculo desportivo. Por isso se aplaudiu tanto o golo do rapaz da Madeira: por ser um bom golo e por ter entrado na baliza certa…









5 comentários:

Maria Faia disse...

Estimado Amigo Méon,

Actualmente, o futebol é, na generalidade, salvo melhor opinião, uma imoralidade devidos às quantias fabulosas de dinheiro que passam pelos clubes, federações, jogadores etc.
Enquanto isso, milhões de famílias passam fome pelo mundo inteiro.
Desculpe a minha franqueza mas... é o que penso.

Um abraço amigo com votos de um bom fim de semana,

Clotilde S. disse...

O que me preocupa mais é o facto de as pessoas se rotularem, se insultarem e, quantas vezes, quase se matarem, devido a uma simples divergência clubista.

Pessoalmente, até gosto de um bom desafio de futebol ao vivo, mas vivo isso como um espectáculo desportivo e nada mais do que isso.

Quanto a clubes,sempre vivi rodeada de sportinguistas, mas não vestiria nenhuma camisola em particular.

Saudações desportivas! he he

Carlos C disse...

Caro Meon

Post pouco lucido e tendencioso, ainda por cima numa pessoa que vejo como ponderada e habituada a pensar antes de falar.

Mas o adepto desportivo tem destas coisas, deixa vir ao de cima o seu anti-qualquer-coisa visceral, normalmente é contra quem tem por habito mais pontos, agora não é só a ataque ao vizinho da 2 circular mas é o ping-pong norte-sul.
Mas como o MUnited equipa de bermelho, pode ser que não seja dor-de-cotovelo mas sim uma questão de apoiar cromaticamente alguem, nem que fosse o cascavelense, desde que vestisse bermelho-estádio-da-luz.

E biba o desPORTO.

Um abraço

Méon, disse...

Carlos C:

Sim, senhor! Comentário lúcido e imparcial!

Mas é como diz: nestas "clubices" não há lugar para a racionalidade. É mesmo para isso que presta a clubice e a futebolice.

Ser sempre ponderado também satura!

Viva a carolina salgado!!!

Carlos C disse...

Boa resposta, termina muito ao estilo Leonor Pinhão !!!!

Dou por finda a minha incursão desportiva neste post, que isto de ping-pong sobre clubices não merece gastar muita tinta.

Mais um abraço para a colecção e até à próxima, por aqui ou em qualquer curva deste burgo.