7.11.09

A. LOBO ANTUNES

Paradoxo: gosto de o ler embora não tenha paciência para o ler.
Pelo menos, a mesma paciência com que ele escreve interminavelmente, 8 horas por dia, aqueles enormes romances que parecem fotogramas contínuos em slide show...

Mas as crónicas! (...que ele deprecia, em jeito meio snob. Escusado, né?)
Esta crónica, na revista Visão de 5ª f. passada!

Enorme! Sublime humanidade de um escritor!

(Clicar para aumentar)

2 comentários:

Fábrica de Letras disse...

O desafio da Fábrica de Letras está lançado!
Para o mês de Novembro, o tema será "Preto e Branco".
Para participar basta escrever um texto sobre o tema proposto e inscrever-se no link que estará à disposição no nosso blog, no dia 15 deste mês.
Podem ser usados textos,poemas, desenhos, pinturas, contos, fotos ou vídeos.
Participa, divulga!

.Lis disse...

Méon
Que texto excelente.Adoro cronicas inteligentes, com uma fina ironia e um descaso proposital , um ver a vida meio que descrente, meio cinzento.Como voce falou , snobando da propria arte de escrever.
Gostei muito.Vou procurar livros dele por aqui .
"O presente afunila-se .. e o futuro uma parede" , triste verdade... ou nao .
Abraços, bom domingo