7.5.10

O PAPA É QUE ESTÁ A DAR...



Os meios de comunicação social criam em volta de nós uma rodoma de atmosfera artificial.
Procuram desesperadamente o que pensam ser o sentir da maioria e carregam aí até à exaustão.
Quanto mais acertarem nesse gosto geral, mais vendem o que escrevem e o que filmam.
É o vulcão! E lá vão todos para os directos à beira do vulcão. Repetem até à náusea generalidades ou apontamentos de reportagem que nada adiantam. Porque tudo o que havia para dizer já foi dito no início.
É uma derrocada! Correm todos a chafurdar na desgraça, de manhã à noite!
Um assalto! Um desastre! Um homem que atirou um croquete à cara de um político! Directos a todas as horas:  "Ao longo do dia continuaremos a desenvolver esta notícia..."
O Benfica é quase campeão! E quem não é do Benfica, tem de suportar esta histeria encarnada?
Agora é a vinda do Papa.  É muito importante! É?
Mas o que lhes interessa é o espectáculo: os meios mobilizados para o acontecimento, as multidões a correrem para os espaços de celebração, a reportagem sobre os calos dos peregrinos a pé, as costureiras e os carpinteiros dos artefactos para as cerimónias....
Cada um procura o ponto de vista mais original, o que ninguém mais viu, o pormenor que faz a diferença.

Quem tem fé recolhe-se no aprofundamento da vida interior. E é isso que está certo, essa devia ser a preocupação dos crentes!
Quem não tem, sente-se incomodado com esta agressividade jornalística que faz de um acto eminentemente religioso um carnaval de futilidades mundanas.

Depois admiram-se que me apeteça brincar...
Estou como dizia alguém: "A televisão é muito cultural. Quando alguém a liga, pego num livro e sento-me sossegadamante noutra divisão da casa."

3 comentários:

Zé Pra Vinho disse...

Calma!
Desta vez vai haver mesmo o milagre da multiplicação.
Do endividamento em que nos encontramos, entenda-se.
E já agora, a idéia não tem sido ao longo do tempo afinar todos pelo mesmo diapasão?
Sem saída...

Lilá(s) disse...

Aqui por casa a televisão corre o risco de criar teias de aranha!...
Bjs

José Augusto Nozes Pires disse...

Bom texto (ou, como ora se diz, bom post)!