13.5.10

A PROPÓSITO DE RELIGIÃO


2 comentários:

Mário, teu irmão disse...

Ri-te pobre patetinha, porque Deus ama-te eternamente e sempre te perdoa.
Gostas de bater em quem não se pode defender, não é? Assim, falando dos outros, estás falando de ti.
Vanitas vanitatum, et omnia vanitas!
Aceita o meu abraço, na paz de Jesus, e os meus votos para que o Espírito Santo ilumine todos os teus passos. Sempre.

Méon, disse...

Agradeço as orações, embora não perceba essa de "bater em quem não se pode defender".
Quanto aos patetinhas, ainda bem que há inteligentes para os admoestar.

Nota: é bem visível nas entrelinhas deste pequeno comentário que alguém aqui deixou a veia inquisitorial que tantos frutos deu nos gloriosos séculos em que a religião era lei civil em Portugal. Nesse tempo os patetinhas não eram tão bem tratados...
Livra!