29.12.10

UMA PRENDA

Choupal, Torres Vedras - Foto Méon

Não foi por ser Natal, Fernando Jorge Fabião de vez em quando envia os seus escritos. Sabe como aprecio os seus versos. Rigor, simplicidade, intensidade nas sequências, sentidos pressentidos em cada inesperada associação de palavras, que depois de feita, vemos que só podia ser aquela...

Obrigado, querido amigo!
Desta vez o ponto de partida foi uma aldeia, Malta, referenciada no título.


                                                                      »«»«

MALTA*

É o olhar que liga as fragas
ao fundamento das casas
é nele que as aves iniciam a peregrinação
por soutos e giestas
é nele que a água abrasa
e laboriosamente deposita o pranto.
Sou testemunha
do seu recato
e da sua inocência.

A Dorinda não está, nem volta.

II

Nem sempre a claridade vem do céu por vezes, é o rosto das palavras
que funda a paisagem

escuto:
casula (por debagar)
o carolo de pão (alumiando a mesa)
o açular dos cães, como um grito uma pedra no tecido da manhã.

* Aldeia do concelho de Macedo de Cavaleiros

2 comentários:

Lilá(s) disse...

Passando para desejar um Feliz 2011,com muita Saúde,Paz e Amor.
Beijinhos

Avelaneira Florida disse...

Um espaço remodelado, cheio, com a porta dos dias a fechar com esta prenda!!!!
Que mais desejar!!!!????!!!!

TUDO DE BOM, MÉON!!!!
SEMPRE!!!!!!!!!!!!!!!

Beijinho.