10.2.09

JOVEM LUTADORA


Há pouco tocaram à porta. Abri. Uma jovem, carregada com pastas e papéis, disse ao que vinha: inquérito porta-a-porta, controlo de água...
O ar dela despertou-me a intuição de que merecia urgentemente uma palavra de estímulo. Porque de repente era eu quem ali estava, podia ser eu...
Convidei-a para entrar. Em poucos minutos fiquei a saber quem era: uma lutadora, uma jovem com vinte anos e três empregos em part-time, a provar que podia sobreviver pelo seu trabalho. O curso técnico-profissional de gestão e informática? Pode ser que venha a servir. Por enquanto vende produtos de cosmética, vende baguettes num centro comercial e faz porta-a-porta para uma empresa de publicidade.
Entrou porque - disse - achou que eu era boa pessoa.

Quero agradecer-te. Porque em poucas palavras mostraste como há jovens que saem da imagem preconceituosa que os mais velhos têm deles - pecado que eu também cometo... Fizeste-me voltar ao tempo em que, para ajudar a pagar os meus estudos... vendi cursos por correspondência e fotografias, porta-a-porta, em Lisboa e na Amadora, com uma pasta que pesava mais de cinco quilos - e ao fim do dia pesava vinte!
Lembraste-me os muitos jovens do meu país que querem trabalhar e não têm onde, enquanto muitos adultos esbanjam dinheiro em bens supérfluos.
És uma lutadora! A vida será tua porque não te rendes, acreditas em ti, tens coragem.
Obrigado, Marlene!
(Pintura de Elisabete Henriques )

4 comentários:

Andradarte disse...

Pequeno pormenor, a que muitos não dariam importância, mas que precisamos memorisar.
Obrigado

Clotilde S.(canela_e_jasmim) disse...

Méon

Felicito-te enquanto me penitencio.
Nem sempre tenho tempo ou paciência ou talvez coragem para abrir as minhas portas a qualquer pessoa. Alertaste-me para o facto de haver "lutadoras" por detrás destes rostos, que nos tocam à campainha todos os dias.
Os amigos são assim, também servem para nos mostrar onde erramos.

Muito obrigada!

Marly disse...

Óla!

Agradeço as palavras que em breves momentos tanto carinho e afecto se fez sentir na alma desta menina que não desiste =P

Até agora foi sem duvida a melhor pessoa que me recebeu e deu valor, sem desconfiar, aceitando-me.
Agradeço por isso!

E mesmo que eu não consigue concretizar os meus objectivos, sei que vivi a tentar e só isso já deu essencia á minha vida - uma mera miuda a tentar ser adulta.

Deixo então um agradecimento do tamanho do universo, para o meu novo amigo =)

Com os maiores cumprimentos,

Marlene Martins

Méon, disse...

Não fiz nada de mais. Quantas vezes tenho fechado a porta, mal-humorado, a outros lutadores...
E também é verdade que anda muita gente perigosa por aí....

Surpresa, Marly! Obrigado por também teres passado por aqui!