10.2.09

ODORES E PALADARES



Bela viagem pelos sabores e odores dos campos do Ribatejo. O meu amigo Cid Simões ofereceu-me o livro, num convite a viver o que para ele foi inspiração: passear no campo logo pela manhã, porque "de olhos no chão e espírito liberto, encontrará a tranquilidade que dizem existir no céu."
E logo a seguir garante-me:
"Saudavelmente cansado, uma frugal refeição de chícharos ou cardos, de ineixas ou misturadas, ou ainda o suculento torricado ribatejano, dar-lhe-á alento para continuar a jornada".
E termina:
"Viva a realidade sonhada!"
Viva! - repito eu, encantado com estas receitas rústicas, simples, que já tinha ouvido ao meu pai quando ele me contava a vida do trabalhador rural - que ele foi: a necessidade de "caldeirar" em pouco mais de uma hora o parco jantar que tinha de ser sustento para a tarde toda e só encontrava reforço na ceia, já de noite, à luz da candeia ...
Um dia destes deixo aqui algumas dessas receitas...
Obrigado, Amigo!

1 comentário:

Clotilde S.(canela_e_jasmim) disse...

Méon,

Velhas receitas... que bom!
Encantam-me as histórias,os dizeres e os sabores dos tempos idos.
Fico à espera...

Bjo