4.5.08

CAMPANÁRIOS







Erguem-se, soberbos, sobre a nossa pequenês. Testemunham outros tempos de poder e guerra.
Chamam e repelem. Permanecem imóveis à espera do tempo que não volta.



Amáveis, outros, recebem-nos de braços abertos. De branco e azul, festejam a nossa chegada.

Hoje viajei pelos olhos da minha máquina, que guardou um passeio a Montemor-o-Novo.

4 comentários:

avelaneiraflorida disse...

Méon,

fotografias LINDAS!!!!
os campanários são um pormenor que ganha tanta beleza quando os olhamos com os olhos do sentir!!
Brigados pela partilha !!!!

Méon disse...

Avelã:

Às vezes pergunto-me porque é que gosto tanto de campanários...

Um dia destes vou "postar" a explicação possível...

O mesmo com as janelas de "sacada"...
Coisas para ir partilhando com os amigos que me visitam aqui.
Dia bom para ti!

LeniB disse...

Fico a aguardar a tua explicação campanária. Até lá, continua a partilhar connosco o que os teus olhos vão vendo através da lente!

1/4 de Fada disse...

Fiquei com vontade de voltar a Montemor, onde já não vou há tanto tempo! Parabéns pelas fotografias.