17.5.08


Este poema atingiu-me logo pela manhã. E Clarice é uma voz estranhamente poderosa da literatura brasileira. Razões suficientes?


Meu Deus, me dê a coragem
de viver trezentos e sessenta e cinco dias e noites,
todos vazios de Tua presença.
Me dê a coragem de considerar esse vazio
como uma plenitude.
Faça com que eu seja a Tua amante humilde,
entrelaçada a Ti em êxtase.
Faça com que eu possa falar
com este vazio tremendo
e receber como resposta
o amor materno que nutre e embala.
Faça com que eu tenha a coragem de Te amar,
sem odiar as Tuas ofensas à minha alma e ao meu corpo.
Faça com que a solidão não me destrua.
Faça com que minha solidão me sirva de companhia.
Faça com que eu tenha a coragem de me enfrentar.
Faça com que eu saiba ficar com o nada
e mesmo assim me sentir
como se estivesse plena de tudo.
Receba em teus braços
o meu pecado de pensar.

Clarice Lispector

3 comentários:

avelaneiraflorida disse...

Méon,

e uma força intensa se desprende destas palavras!!!!
"brigados" pela partilha!!!

Méon disse...

Avelã:

Não sei porquê este poema "obrigou-me" a transcrevê-lo. Eu que não acredito que algum deus nos oiça...
Noite serena, minha amiga!

LeniB disse...

Não conhecia.
Gosto deste tipo de poesia directa, sem rodeios, mas cheia de ritmo e musicalidade.
bj