9.11.07

CHAMAMENTO






CHAMAMENTO


Da margem do sonho
e do outro lado do mar
alguém me estremece
sem me alcançar.


Um bafo de desejo
chega, vago, até mim.
Perfume delido
de impossível jardim.


É ele que me sonha?
Sou eu a sonhar?
Sabê-lo seria
desfazer, no vento,
tranças de luar.


Nuvens,
barcos,
espumas
desmancham-se na noite.




E a vida lateja, longe,
num outro lugar.






(Luísa Dacosta)

3 comentários:

avelaneiraflorida disse...

MÉON, MEU AMIGO

UM LINDISSIMO POEMA!!!! E UMA JANELA ABERTA PARA A VIDA!!!!!

AGORA QUE ESTÁS TÃO PERTO DE TERES O PARAÍSO NAS TUAS MÃOS!!!!

UM EXCELENTE FIM DE SEMANA!

Méon disse...

O paraíso só existe nos sonhos, como sabes.

E eu não quero um "paraíso" só para mim...

Fica bem.

Belisa disse...

Olá
Vim fazer uma visita e ler seu chamamento que é lindo!

Beijos estrelados