13.3.08


(...)

E o teu olhar está tanto nos teus olhos

profundamente abertos neste vale de lágrimas

que em duas gotas negras ele cai

nas minhas faces mortais

Num sobressalto de pálpebras

abriu-se o céu de um poema


Dia a dia mal o sol subir pela manhã acima

e alcançar conveniente altura

escreverei em tua honra esse poema a que a tarde virá pôr

um ponto final tão rubro como um poente

e chamar-lhe-ei o poema de um dia

(...)

Ruy Belo

5 comentários:

avelaneiraflorida disse...

um poema de Ruy Belo!!!!
palavras para um dia...

LeniB disse...

E assim os dias ficam mais coloridos com poemas belos como este...

Rhiannon disse...

Este poema de um dia e a gota de um instante - harmonia.

Era uma vez um Girassol disse...

Venho agradecer a visita ao girassol e espreitar este espaço, que de poemas, belas imagens e razões se faz.
Parabéns pela vossa luta, pela força, pelo exemplo que deram na enorme e importante Manif!!!!!
Sou avaliada desde 2004 na função pública e só posso dizer mal deste novo sistema de avaliação....
Trouxe injustiças, mau ambiente de trabalho, desconfiança entre colegas, favoritismo por esta ou aquela razão...Uma vergonha!
O poema de Ruy Belo é...belo!
Abraço da flor

Méon disse...

Aos amigos que aqui vieram:
OBRIGADO!