3.4.10

QUANDO TENHO SAUDADES DA PRIMAVERA



Janela manuelina, em Santarém



Ponte D. Luís, atravessando o Tejo em Santarém. Foto nas Portas do Sol.


Aqui, no litoral oestino, a Primavera é sempre tardia porque as brisas marítimas abafam o calor que começa a sair da terra.
No Ribatejo é bem diferente.
Hoje, ao folhear imagens de arquivo, tive saudades daquele bafo que vem do chão e que se começa a sentir lá pelos fins de Março. Era quando eu - farto das calças de surrobeco quente -  pedia à minha mãe para vestir os calções de Verão.

Fotos © Méon

3 comentários:

Bravura Lusitana disse...

Acho que o planeta se começa a ressentir dos males que lhe temos feito.

Parece que já não há estações. É quente quando deveria chover e ainda chove quando já deveria ser Primavera. Estaremos a caminhar para um clima tropical?

Zelemos pelo nosso planeta :)

Avelaneira Florida disse...

Méon,

Quase, quase. Só mais um nadinha!!!!!!!

Beijinho.

Domenico Condito disse...

A Páscoa vem trazendo uma mensagem de paz, esperança e amor. Feliz Páscoa!

Abraço