3.6.08

SÃO HORAS, NÃO?

DORMIR

Dormir
aumenta o mundo

é uma ciência
para efeitos de exílio

é um cerrar furtivo
de artérias e nudez

Dormir
é uma vocação de onda

um regaço de sombra
alumiando a casa.

(Um imenso obrigado ao meu amigo
Fernando Jorge Fabião
que me enviou este - e outros - poemas.
Urgente partilhá-los!)

10 comentários:

jasmimdomeuquintal disse...

e eu sem sono...

avelaneiraflorida disse...

Méon,

Fabião continua a ser um poeta necessário a cada dia!
"Brigados" pela partilha!!!

Méon disse...

Jasmim:

A insónia é uma coisa terrível.
Espero que encontre o fio da meada que permita erradicá-la...

Méon disse...

Avelaneira:

Neste caso ele veio à noite... onde também foi necessário...

Obrigado pela visita. SEMPRE.

Anónimo disse...

Engraçado... vim dar aqui...

Vejo um amigo de há quarenta anos!!!

Continua com a mesma sensibilidade e intelectualmente muito activo.

Gostei. Voltarei.

Bom dia

DaBeira

LeniB disse...

Tenho uma ideia: vamos convidar o teu amigo a fazer uma sessão de poesia no próximo ano lectivo, aqui na escola...que tal?
bjs

Méon disse...

Lenib:

E ele vem! Podes crer!
Fala-me disso...
Bj

Méon disse...

DaBeira

??????? Quem é?
Fiquei deveras curioso...
Escreva, se achar conveniente:

moedasduarte@gmail.com

Anónimo disse...

Ele ???!!!!

As minhas poucas frases, no post, identificaram-me como masculino??
Ah!...

Não acho nada, mas....

Tenham um bom dia

Da Beira

Méon disse...

Da Beira:

Agora que já sei quem é esta amiga de há 40 anos, acho graça, Graça!

A Lenib estava a referir-se ao autor dos poemas, o meu amigo Fernando Jorge Fabião...