29.6.09

FEIRA DE S. PEDRO



É preciso acreditar...
E os resultados estão à vista: aparecemos, estamos presentes, as pessoas olham, algumas vêem... Não trazemos nenhuma "mensagem redentora". Estamos ali para recordar que uma sociedade sem memória colectiva é uma sociedade vegetativa.
Todos somos Homens e deixamos marcas de vida.
Nós, Associação de Defesa do Património, procuramos ligar gerações, fazer pontes entre tempos históricos distintos.
E acreditamos que isso é importante!

6 comentários:

CS disse...

Se não preservarmos o passado ficamos sem futuro. Bom trabalho.

Anónimo disse...

Do que eu gosto mais no stand é da cadeira da Emmanuele. Mas é enganadora porque, em vez da Sylvia Kristel, quem acolhe o público naquele stand é um velho barbudo e cansado.
A ADDPCTV, como é costume em Torres Vedras, ficou cristalizada nos tempos em que foi fundada. Os seus mentores, receosos de perderem o controlo, tudo fizeram para obstaculizar a entrada de gente mais nova com ideias que poderiam não estar de acordo com a regra canónica da sempiterna direcção, quase sempre alinhada com o outro sempiterno socialismo municipal.
A ADDPCTV é uma espécie de RDA, fiel ao muro que construiu, arrastando-se para o colapso como sucedeu ao regime de Leste.
Os amanhãs não cantarão nesse clube de amigos. Quando já todos estiverem tão caducos como o Fidel, não tardará que um qualquer cigano arremate o lote completo por meio tostão e eles ainda agradecerão.
É pena, muita pena, mas não se podem queixar de mais ninguém senão de vós mesmos.
R.I.P.

Avelaneira Florida disse...

Méon,

Apesar dos tempos, há o acreditar naquilo que se faz!!!!
Contra "vozes" e outros "desperdícios" apenas a certeza de que a congregação de vontades ultrapassa os obstáculos!!!
Valeu a pena a experiência. Pelos contactos que foram feitos. Pelas palavras das pessoas. Pelas conversas dos que quiseram VER!!!!
Força!!!

Beijinho.

Méon, disse...

Agradeço as visitas e os comentários.

Ao "Anónimo" terei de dizer alguma coisa. Não porque mereça consideração quem se esconde no anonimato, mas porque a sua opinião expressa as posições de certas pessoas que bem conhecemos e que padecem da conhecida doença de "opinar sem nada fazer no concreto". E quando fazem, não sabem aceitar quem deles discorda e vão-se embora, amuados.
Se este "anónimo" soubesse do que fala, já se teria dado conta de que a ADDPCTV tem uma História e um presente bem diferentes, felizmente, da visão delirante que exprime.
E já se teria dado conta de que o problema de "serem sempre os mesmos" atinge todas as Associações, exactamente porque há muito pouca gente disposta a trabalhar sem receber qualquer paga. São muitos mais os que se ficam pela sua vidinha cómoda.
A ADDPCTV tem 30 anos de existência e terá muitos mais, para incómodo de alguns que têm dificuldades em lidar com as realidades que não compreendem.

alcinda leal disse...

Para além de todos os acidentes de percurso de que todas associações padecem, é importante aparecer para dar a conhecer...
E o estar na feira é importante, toma-se conhecimento, conversa-se... e claro que não é tudo...mas será possível alguma vez não desdenhar de quem quer trabalhar?
Pelo menos eu e "os meus" gostámos de vos ver!
Saudações cívicas
Alcinda

Francisco Rodrigues disse...

Um abraço associativo para quem não se esconde no anonimato e defende as suas posições de peito aberto. Fora isso todos temos as nossas divergências e até temos o hábito de as discutirmos em público e ao vivo.