25.9.07

SENTIDO OU CONDIÇÃO?



Não tenho o direito de sentir angústia. A vida pede apenas que saiba estar vivo, com a dignidade que dá a todas as coisas que vivem.

Só a maldade humana desfeia o mundo, eu sei. Talvez a nossa consciência seja um erro da natureza. Tudo seria mais simples se nos cumpríssemos sem metafísica nem religiões. Com um sentido simples e claro. Como diz António Osório:


Porque há um sentido
no lírio, incensar-se;
e no choupo, erguer-se;
e na urze arboroscente,
ampliar-se;
e no cobre, primeira cura,
que dou à vinha,
procriar-se.


Mas ao homem foram dados outros sentidos. Melhores? A angústia vem da dúvida. Porque para o homem não há sentido, há CONDIÇÃO.


E outro, pressago,
sentido há na memória,
explodir-se.
E outro, imensurável,
no amor, entregar-se.
E outro, definitivo,
na morte, render-se.

2 comentários:

avelaneiraflorida disse...

Méon,

A condição humana pode ter muitos sentidos...um exemplo, o dia de hoje - um acontecimento feliz e outro funesto...

façamos dessa condição o sentido da liberdade, da escolha , da amizade...criemos novos sentidos em que a condição humana possa encontrar plenitude!!!!

Até amanhã!!!!!

Méon disse...

Vivamos, sim, nessa multiplicidade de sentidos, talvez seja essa a nossa condição...
Dia bom, também!