1.10.07

TUA ÁGUA


Levar-te à boca,

beber a água

mais funda do teu ser

-se a luz é tanta,

como se pode morrer?



Eugénio de Andrade

2 comentários:

avelaneiraflorida disse...

Méon,

Sábias as palavras de Eugénio...

Mas nem ele pode ser capaz de impedir que a água se escoa, desapareça...

BOM TRABALHO! BOM DIA!

Méon disse...

Sei. Sabemos. Por isso o silêncio é, tantas vezes, a voz do luto. Algo morre à sede e alguém se afasta em direcção ao horizonte.
A vida é uma sucessão de perdas até à grande perda final.