9.10.07

***** UM DIA DEPOIS *****


No limiar de outra etapa, na soleira de outra entrada, na expectativa de outra luz...


SILENCIOSO, AGORA


Quero quedar-me silencioso, agora,
neste espaço inteiro onde brilham asas,
porque a terra agora tem um só sentido
e a construção se ergue e amplifica.


Quero estar calado neste fim de tarde,
neste breve rosto, nesta luz e luz,
como um beijo longo que nos lembre sempre
um súbito rumor que nos perturbe.


Quero, quero, quero estar contigo
neste só silêncio que nos vê e atrai,
nesta hora escassa em que o céu acorda
e não se morre nunca e não se morre mais.


Quero, sim, quero ficar quieto
nesta bruma ou brisa, nesta lua ou mágoa
de branda textura, em que se adivinha
este cais de espuma, de mistério e água.

( João Rui de Sousa, O FOGO REPARTIDO )

2 comentários:

avelaneiraflorida disse...

Que silêncio benfazejo!!!!

Tanto que preciso dele agora...
"BRIGADOS" por este post!!!!

UMA NOITE tranquila, PARA TI!!!!
Méon, MEU AMIGO!

Méon disse...

Silêncio. Às vezes é do que mais precisamos.
Noite serena.